Editora Gutenberg

1 2 3 11

Eu li: Nada dramática – Dayse Dantas

Vestibular certamente é uma das piores épocas de todas. A pressão é enorme e decidir o que queremos para o resto das nossas vidas com apenas 16, 17 anos. Eu mal sabia o que queria comer no almoço! Mas, por ser uma parte tão marcante da vida, esse período com certeza rende muitas histórias.

Nada dramática da Dayse Dantas acompanha Camilla Pinheiro, uma adolescente no último ano do Ensino Médio que já tem preocupações demais preparando-se para o vestibular – e não precisa de mais nenhuma. Mas é claro que ela não vai passar a adolescência imune aos dramas típicos dessa fase da vida, por mais que tente. Às vésperas do vestibular, Camilla precisa lidar com revoluções escolares, problemas familiares e uma possível paixão. Continue reading

Dez coisas que você não sabe sobre Nada Dramática

Novembro é o mês de lançamento de todas as coisas legais – e não só por que meu segundo livro lança esse mês. Nada dramática, livro de estreia de Dayse Dantas, também chega às livrarias mês que vem. Essa é a história de Camilla Pinheiro, que nunca gostou de se envolver com os dramas do Ensino Médio – e chegou até o 3º ano alheia à eles, até ser jogada dentro de um, enquanto lida com as dificuldades do vestibular.

Lembram do post que fiz com dez curiosidades sobre A ilha dos dissidentes? Resolvi chamar a nossa querida rainha do Caps Lock para fazer um post parecido sobre Nada dramática. Preparados?

Curiosidades da Dayse

01) Nada dramática começou no Twitter. O e-mail que abre o livro é baseado numa conversa real que a Dayse teve com uma amiga no Twitter – que a deixou chocada e confusa, além de nostálgica sobre a época da escola. Para ninguém ficar curioso a respeito deles, aqui estão evidências em tweets:

Esses tweets valerão ouro quando a Dayse for best-seller!

02) Apesar de não ter tido um blog para escrever suas histórias mirabolantes, ela tinha cadernos onde anotava tudo que lhe vinha à cabeça – e provavelmente ainda os tem. Vamos fazer uma varredura na casa da Dayse atrás deles?

03) Enquanto escrevia, Dayse passou uma semana inteira assistindo documentários no Netflix. Não há menção direta a isso no livro, mas ela imagina que a família da Camilla só assista a documentários na TV.

04) Assim como Agente C, a Marina (a mesma menina dos tweets) foi espiã da Dayse, contando babados da escola e respondendo a perguntas que ela tinha sobre o sistema escolar, para ajudar a embasar o livro ainda mais.

05) Uma das melhores amigas da Camilla foi baseada na irmã mais nova de uma das amigas mais antigas da Dayse. As duas estudaram em Colégio Militar, e Dayse passou a adolescência inteira implorando para que contassem sobre as marchas que precisavam fazer. O “Frente para retaguarda, há!” é o favorito dela. Continue reading

1 2 3 11

Meu nome é Iris Figueiredo, tenho 21 anos e me formei em Comunicação Social pela UFRJ. Sou autora dos livros Confissões On-Line e Dividindo Mel. Além dos livros, também sou apaixonada por músicas, filmes e viagens. Esse é um espaço criado para compartilhar um pouco sobre tudo isso. Saiba mais.


Categorias populares
Confissões on-line

"Confissões on-line" é meu segundo livro e foi lançado em novembro de 2013. Saiba mais

Adicione no Skoob e Goodreads.

Dividindo Mel

"Dividindo Mel" é meu primeiro livro e foi lançado em dezembro de 2011. Saiba mais
Adicione no Skoob e Goodreads.