Editora Companhia das Letras

1 2 3 9

Eu li: Dias perfeitos – Raphael Montes

Em seu segundo romance, Raphael Montes nos apresenta Téo, um estudante de medicina que tem duas ocupações: estudar e cuidar da mãe cadeirante. Sem amigos – além de Gertrudes, um cadáver sobre o qual se debruça em todas as aulas de anatomia -, Téo vive solitário até encontrar Clarice. Ele a vê numa festa e fica instantaneamente fascinado com a jovem. Disposto a conquistá-la e descobrir o possível sobre ela, Téo vai ao limite para ter o que deseja.

Não classificaria esse livro como policial, mas sim como um thriller psicológico – que me fez tremer na base de tão espantada com o protagonista. Téo é o típico cara legal que reside nos pesadelos de toda mulher: aquele que é muito bonzinho, até ouvir um “não”. Téo não compreende que Clarice não o quer e arruma as desculpas mais absurdas para justificar sua crueldade com Clarice, como se todas as maldades que faz fossem um modo de corrigir o que ela fez de errado e mostrar que eles são melhores juntos. Para isso, ele é capaz de tudo – de sequestro a assassinato, passando por muita tortura. Continue reading

A coisa terrível que aconteceu com Barnaby Brockett – John Boyne

John Boyne é um dos meus autores favoritos e, como sempre, ler um livro dele é como tirar os pés do chão e me entregar completamente a história que ele cria. Com esse, não foi diferente. Mais uma vez, o autor de O menino do pijama listrado dá voz a uma criança para contar uma história encantadora – daquelas que te deixam com um sorriso bobo depois da última página.

Barnaby Brockett nasceu numa família normal – normal até demais. Seus pais eram tão chatos e quadradões que não aceitavam nada que ultrapassasse o que eles consideravam normal. Não queriam chamar a atenção de ninguém, fazer nenhuma atividade que os destacasse. Eles gostavam de ser mais um na multidão. Mas tudo mudou quando o pequeno Barnaby nasceu – no meio da sua família normalíssima, algo não estava normal com a criança. Ele flutuava! Barnaby não conseguia simplesmente fincar os pés no chão. Continue reading

1 2 3 9

Meu nome é Iris Figueiredo, tenho 21 anos e me formei em Comunicação Social pela UFRJ. Sou autora dos livros Confissões On-Line e Dividindo Mel. Além dos livros, também sou apaixonada por músicas, filmes e viagens. Esse é um espaço criado para compartilhar um pouco sobre tudo isso. Saiba mais.


Categorias populares
Confissões on-line

"Confissões on-line" é meu segundo livro e foi lançado em novembro de 2013. Saiba mais

Adicione no Skoob e Goodreads.

Dividindo Mel

"Dividindo Mel" é meu primeiro livro e foi lançado em dezembro de 2011. Saiba mais
Adicione no Skoob e Goodreads.