Daily Archives: 12/06/2012

Travessia – Ally Condie

Eu esperei muito pelo lançamento de Destino, comprei até na pré-venda estrangeira. Sou grande fã de distopias, como todos sabem, e quando li Destino, adorei a construção da Sociedade, mas fiquei decepcionada com a falta de ritmo do livro e como a autora explorou a organização e estrutura política da Sociedade que ela criou, porque poderia gerar vários debates que não foram gerados. Mas então, os últimos capítulos têm um fôlego novo e um prenúncio de rebelião. Foi aí que pensei: “o segundo livro será bom!”. E não me decepcionei!

Nesse livro, a narrativa é alternada entre Ky e Cassia. Ela parte em busca de Ky nas Províncias Exteriores, buscando pelo seu amor e descobrindo no caminho uma rebelião que se levanta em silêncio no meio da sociedade. Quebrando a redoma de vidro na qual foi criada, as certezas de Cassia caem e ela conta com a ajuda de Indie para procurar Ky e encontrar respostas. Já Ky está prestes a fugir das garras da Sociedade e para isso tem a companhia de Vicky – e acaba levando consigo o jovem Eli. Atravessando os cânions da Escultura, Ky segue sempre em frente e Cassia em seu encalço, ambos procurando liberdade – e um ao outro.

A alternância entre os narradores funcionou muito bem nesse livro. O ritmo continua lento, mas a história ganhou mais dinamismo. Eu aprendi a simpatizar com o Ky nesse livro, ele é um narrador muito mais interessante que a Cassia – que de vez em quando me irritava com sua obsessão compreensível pelos poemas, mas melhorou muito de Destino pra cá. A voz de Ky é mais real, sofrida. A voz de Cassia é a voz de alguém que está descobrindo coisas novas e isso funciona para o livro e ajuda a quebrar o que poderia ser monótono. Apesar disso, a Cassia me irritou um pouquinho e de vez em quando eu torcia para o Ky retomar a narrativa!

O Xander aparece nesse volume e foi uma grata surpresa ver que ele não vai se manter apenas como o terceiro vértice de um triângulo amoroso. Ao que parece, ele terá uma importância muito grande no terceiro volume e já nesse livro ele me surpreendeu. Ganhou ainda mais pontos comigo!

Gostei de ver também que a Ally Condie soube ser cruel e não poupou certas coisas que eu pensei que ela fosse abrandar. Há momentos cruéis e ela soube fazer uso do lado vilanesco da Sociedade, mesmo que não apareça descaradamente.

Os personagens novos são muito bons. Eu gostei muito do Vicky, mas não quero comentar muito sobre ele por motivos que vocês vão descobrir enquanto lerem. A Indie também é uma ótima personagem e para mim ela esconde muito mais do que mostra. Fora isso nós temos o Hunter e o Eli, outros dois personagens fortes. Acabou que a coadjuvante foi a Cassia, mesmo tendo amadurecido muito, eu senti que os outros  foram mais interessantes que ela. Mas é por que a Cassia também não tem muito background, ela foi criada na Sociedade sem ter vontade, liberdade, etc. Como Aberrações, os outros personagens tem mais “história para contar”, por isso são mais interessantes.

Eu acho que o enredo teve um crescimento tão grande! E a Ally escreve muito bem, isso estava claro desde o primeiro livro, mas é que ela perdeu a mão no meio do primeiro volume e só recuperou nos últimos capítulos. Esse se mantém numa mesma vibração. Ele continua lento e poético, mas a história se desenvolveu. Não há rebelião propriamente dita nesse livro, mas agora ela está crescendo e se desenvolvendo. A série está seguindo um bom ritmo e eu fiquei ansiosíssima pelo próximo! E o melhor é que esse livro foi o contrário da maioria das séries, que a qualidade cai no segundo. Pra mim esse foi mil vezes melhor que o primeiro, até por que agora a Cassia criou mais consciência e, embora o romance seja importante, a gente ultrapassou o “triângulo amoroso”, mais conflitos nasceram e isso enriqueceu a história. Se você sentiu falta das mesmas coisas que eu no primeiro volume, tente esse! Eu gostei muito mais e voltei com um gás novo para ler a série.

Quem somos

Iris e Olívia são profissionais da área de Comunicação e melhores amigas. Apaixonadas por cultura pop, resolveram se unir para reformular o Literalmente Falando.

 

Converse com elas no @irismfigueiredo e @oliviapilar.

Arquivo
June 2012
S M T W T F S
« May   Jul »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930