Daily Archives: 07/02/2012

O Vento de Piedade – Chirlei Wandekoken

O Vento de Piedade é um romance escrito pela brasileira Chirlei Wandekoken, narrando a história de Corina desde sua adolescência. Ela foi expulsa de casa pelo pai após ser flagrada com o namorado. Sozinha e sem ter para onde ir, sua mãe lhe dá uma quantia em dinheiro, um endereço e um bilhete para ser entregue a uma pessoa específica. Ao chegar nesse endereço, ela descobre que o homem que sua mãe pediu que ela entrasse em contato faleceu há poucos dias. Lá ela encontra o irmão e o pai desse homem, que lhe dão abrigo, mas Corina fica sem conhecer o conteúdo da carta. O irmão daquele homem se chama Eduardo e Corina logo cai de amores por ele… Mas o que fazer em uma cidade pequena e preconceituosa, na década de sessenta, na época do golpe militar e ainda por cima, grávida? A vida de Corina em Piedade não é fácil… E com o passar dos anos, só complica ainda mais.

O livro passa por alguns anos na vida de Corina, desde sua adolescência em Pombal até sua fase adulta, com seus filhos já crescidos. Ele acompanha a história dessa mulher que sofreu preconceitos no interior do Brasil por diversos motivos. É um livro sobre perdas e amores, mas foca principalmente no romance entre Corina e Eduardo e o tal segredo que a mãe dela escreveu no bilhete. O livro começa, mais ou menos, na época do golpe militar de 64 e também mostra como isso afetou algumas famílias.
A chamada para o golpe de 64 na sinopse oficial foi o que mais me chamou atenção, porque é meu período histórico brasileiro favorito, mas isso não teve tanto destaque na trama quanto eu gostaria que tivesse.
O livro tem uma escrita bem simples e abrange uma passagem de tempo longa e a história bem novelesca dessa família. O enredo e o desenrolar me lembraram bastante trama de novela das seis – o que não é uma crítica negativa, porque as novelas das seis eram as únicas que eu gostava de ver quando assistia novelas. Mas eu achei que o livro tem muito drama e falta uma descarga cômica para aliviar um pouco a tensão das descobertas.
Não sei, mas algo me incomodou nesse livro… Eu o achei bom, mas não tão bom assim. Ficou faltando uma liga, uma coisa que fizesse o leitor querer virar as páginas mais rápido. E algumas vezes a narrativa corria e faltava um pouco de emoções em pontos que poderiam ter mais força para o leitor. Eu gostei do cenário, achei a ideia bem trama de novela e até poderia gostar mais do livro, mas senti falta desse tom especial que a gente descobre meio sem querer no livro e os torna uma leitura mais deliciosa.
Quem somos

Iris e Olívia são profissionais da área de Comunicação e melhores amigas. Apaixonadas por cultura pop, resolveram se unir para reformular o Literalmente Falando.

 

Converse com elas no @irismfigueiredo e @oliviapilar.

Vídeos
 
Assine

  Digite seu e-mail no campo abaixo para receber um aviso sempre que houver um novo post no blog!  

  Por FeedBurner

Arquivo
February 2012
S M T W T F S
« Jan   Mar »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
26272829  
Publicidade