Sobre mim

Meu nome é Iris, tenho 21 anos e sou autora dos livros Confissões on-line e Dividindo Mel. Sou estudante de Comunicação Social, trabalho com livros e adoro falar sobre música, literatura e comportamento.

Confissões on-line

Confissões on-line é meu segundo livro e será lançado em novembro de 2013. Saiba mais

Adicione no Skoob e Goodreads.

Agenda – 2014

Em 2014 farei eventos para lançar meu livro em várias cidades do Brasil. Os eventos abaixo já foram marcados, fique de olho para saber se sua cidade terá um evento.

22/03. Curitiba
Livrarias Curitiba - Shopping Palladium
Horário: 10h00 (Dez da manhã)

25/04. São Paulo
Saraiva - Paulista

10/05. Recife
Saraiva - Shopping Rio Mar

Quer um evento na sua cidade? Entre em contato com a @Generale_ED e peça evento na sua cidade!

Dividindo Mel

Dividindo Mel é meu primeiro livro e foi lançado em dezembro de 2011. Saiba mais.

Adicione no Skoob e Goodreads.

Instagram

Siga no instagram: @irisfigueiredo

Arquivos: 18/10/2011

Bela Maldade – Rebecca James

Com o título original de Beautiful Malice, o romance Bela Maldade é um livro forte. Entre obsessão, malícia, vingança e loucura, Rebecca James nos conta a história de Katherine Patterson e o sentimento de amizade doentio que Alice Parrie tinha para com ela. Alternando entre fatos do passado e o presente, Katherine nos mostra três momentos de sua vida: um crime que abalou sua adolescência e tirou a vida de sua irmã; seu relacionamento com Alice e como ela tentava monopolizar sua amizade e ser o centro das atenções, além da vida atual de Katherine, após tudo que aconteceu e as consequências deixadas pela sua amizade com Alice.
Bela Maldade é um livro psicológico, que fala sobre culpa e acontecimentos que se tornam uma sombra durante toda sua vida. Através da vida de Katherine, vemos como atitudes maldosas de pessoas que nos cercam podem ser destrutivas e até onde alguém psicologicamente abalado pode ir em momentos extremos.

Não tenho o que reclamar dos livros que venho lendo ultimamente, pois a maioria tem me surpreendido muito e positivamente. Esse foi um desses casos, embora eu já esperasse uma história que me deixasse chocada e sem respiração.
A narrativa de Rebecca James é ágil e simples, mas isso não torna o livro menos encantador. A autora é direta ao apresentar o desenrolar da história, mas sabe a hora certa de trazer determinado fato à tona. Tudo está perfeitamente amarrado e é incrível perceber que mesmo não sendo um livro de suspense, cada pequena parcela da história está ali por um propósito, guiando para um bom final.
Bela Maldade é um livro desconcertante e angustiante, que te suga para as páginas e é impossível ser abandonado até a última página. Os personagens estão no final da adolescência, entrando na juventude, mas isso não o torna um livro jovem, ao contrário. Muitas vezes os diálogos não parecem entre pessoas tão novas e quando os personagens comentavam sua idade, eu até me surpreendia, porque esquecia que eles eram novos e não estavam na casa dos vinte e cinco anos como aparentavam. O livro é muito maduro, as reações são muito maduras, porém são completamente compreensíveis ao você enxergar o contexto geral da história e todos os traumas que os personagens sofreram.
Há romance, mas não é mesmo um livro romântico. É uma história sobre relações humanas elevada à última potência. A história trata sobre traumas e a sensação de culpa ao seguir em frente quando outras coisas foram deixadas para trás. É nessa força que reside “Bela Maldade”, que choca ao mesmo tempo que fascina, assim como Alice faz com as pessoas que a cercam, guiando-as para a sua teia.
Um destaque especial nessa capa fica por conta do tratamento gráfico. Toda parte cinza da imagem é holográfica, além da fonte da contra-capa também ser. A capa é fascinante, assim como o livro.