Monthly Archives: April 2011

1 2 3 6

O sonho de princesa e os livros que nos inspiram…

Fotos dignas de contos de fadas da Disney!
Um sonho de princesa com direito à carruagem e príncipe de verdade – só não sabemos se o Duque de Cambridge é realmente encantado. Catherine Middleton personificou o sonho de todas as meninas em seu casamento real com o príncipe William.

E o que isso tem a ver com livros? Todas nós sonhamos com nossos príncipes encantados em algum momento de nossas vidas. Mesmo que não sonhe com isso no presente, em algum momento você desejou protagonizar um conto de fadas. A atmosfera de sonho e encanto que cerca um casamento é enorme, ainda mais o desejo de ser a princesa na vida de alguém. Quem nunca leu ou assistiu algum conto de fadas e desejou tomar lugar da protagonista que atire a primeira pedra.
Por mais que a gente diga que não, os livros moldam nossa personalidade. Ver aquela horda de pessoas em volta da Abadia de Westminster e do Palácio de Buckingham só comprovou isso. Além de um evento para um país e para o mundo, todos os espectadores daquela cerimônia projetavam uma parte dos seus sonhos naquele casamento. Todo mundo tem uma imagem encantada da realeza.
Os livros não nos dão apenas uma imagem mágica dos príncipes e princesas… Com eles nós viajamos pra lugares que nunca imaginamos, sonhamos com coisas que não podemos, mas também nos tornamos “pés no chão”. Enxergamos problemas que nunca teríamos por perto através da ótica dos personagens, aprendemos a nos envolver e nos distanciar, a sonhar e a realizar. Com eles passamos a acreditar que o conto de fadas que vimos hoje na televisão pode acontecer com a gente – em proporções menores, é claro, já que o próximo casamento real será entre eu e Harry.
Cada história – desde os contos de fadas que escutamos quando crianças até os livros sérios que leremos até nossa morte – nos molda um pouquinho. Hoje, enxergamos uma parte desse sonho real e literário ganhar vida para Kate, mas devemos sempre correr atrás dos nossos sonhos. Você pode não ser a princesa da Inglaterra, mas pode ser a rainha do seu reino. É só correr atrás dos seus sonhos e ser protagonista do seu próprio livro – o gênero e estilo é por sua conta!
E aí você vive feliz para sempre…
Se você quer a cobertura do casamento de forma divertida – e cheia de gifs liiiindos do Harry (meu futuro esposo) – passa no NUPE!

Resultado da promoção "Crônicas dos Senhores de Castelo"

Desculpem pela demora em postar o resultado. Como sabem, o vencedor tem 5 dias para enviar um e-mail com endereço completo para literalmentefalando@live.com. Só validei as inscrições feitas até dia 24 de abril, conforme regulamento.

Parabéns Arissa!

Para quem não ganhou, fiquem de olho! O blog ainda tem promoções rolando.

O Efeito Facebook – David Kirkpatrick

“O Efeito Facebook” conta a história do Facebook desde sua criação. Sem muitas enrolações aqui: conhecemos a trajetória dessa empresa que começou nos alojamentos de arvard e hoje faz parte de quase todas as pessoas que estão conectadas à internet. Sou viciada em mídias sociais, apaixonada por internet, usuária ávida do Facebook e amo livros-reportagens. Era de se esperar que eu ficasse completamente presa ao livro, mas, infelizmente, não rolou.
O fato é que eu não tenho o que reclamar do livro: a narrativa é fluida, a forma como o autor aborda os fatos é agradável e ele trata não apenas da criação do Facebook, mas nos situa no cenário da internet na época de sua criação. Kirkpatrick chega a citar o Orkut em sua narrativa, compara o Facebook a algumas redes sociais e comenta sobre as polêmicas e processos envolvendo a empresa. Tudo de forma elaborada, mas sem ter uma linguagem maçante.

Eu realmente não sei porque desisti de ler o livro. O abandonei no meio, embora estivesse com vontade de ler mais. Mas minha leitura ficou muito “picotada” – por diversos problemas pessoais, comecei e abandonei o livro diversas vezes. Quando vi, não tinha mais pique para continuar a lê-lo e resolvi abandonar. Não foi problema do livro, que fique claro. Mas para o meu momento, foi cansativo. Odeio leituras picotadas e quando picoto demais a leitura por falta de tempo, acabo abandonando o livro. Perco o ritmo e a “gana” de lê-lo.
Pelo que li, é bem diferente de Bilionários por Acaso, mas o que não se pode negar é que cada um tem seus méritos. Bilionários deve ser lido antes, assim você cria a visão humanizada dos protagonistas dessa história. Logo depois, pegue O Efeito Facebook e conheça a história de forma mais técnica.
Um ponto muito positivo do livro é a qualidade do material: a capa é linda e laminada, além das fotos que vem no livro terem sido impressas em papel diferente, para ficarem mais nítidas.
Pretendo retornar a ler o livro em breve, do início e em um fôlego só. Quando fizer isso, venho aqui e comento com vocês. Por enquanto, abandonei pelos motivos que citei acima. Mas se estava com vontade de ler, não desista. Todo mundo que leu amou e eu provavelmente vou gostar quando pegar para ler de volta. Só que o momento não anda propício…
1 2 3 6
Quem somos

Iris e Olívia são profissionais da área de Comunicação e melhores amigas. Apaixonadas por cultura pop, resolveram se unir para reformular o Literalmente Falando.

 

Converse com elas no @irismfigueiredo e @oliviapilar.

Vídeos
 
Arquivo
April 2011
S M T W T F S
« Mar   May »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930