Daily Archives: 09/04/2010

Seção Pipoca: A Princesa e O Sapo

A Princesa e O Sapo (The Princess and The Frog)
Duração: 01h37min
Ano: 2009
Distribuidora: Walt Disney
Gênero: Animação
Sinopse: Tiana é uma bela jovem que vive em Nova Orleans. Desde criança ela sonha em ter um restaurante próprio, o que faz com que tenha dois empregos e junte o máximo de dinheiro possível. Para conseguir a quantia necessária para que possa enfim alugar o imóvel de seus sonhos, ela aceita trabalhar na festa realizada por Charlotte LaBouff, sua amiga de infância. Charlotte deseja conquistar o príncipe Naveen, que acaba de chegar à cidade. Entretanto, um incidente faz com que Tiana troque de roupa e, no quarto de Charlotte, use um de seus vestidos. É quando surge um sapo, anunciando ser um príncipe e pedindo a Tiana que lhe conceda um beijo, para que o feitiço nele aplicado seja quebrado. De início Tiana acha a ideia repugnante, mas aceita ao receber a promessa do príncipe de que conseguirá para ela a quantia necessária para concretizar o aluguel. Só que, ao beijá-lo, ao invés dele se tornar humano novamente, é Tiana quem se transforma em sapo.

Nota:

A Princesa E O Sapo é a primeira animação tradicional da Disney desde que Nem Que A Vaca Tussa. Antes do lançamento, a Disney havia dito que Nem Que A Vaca Tussa seria a última animação 2D, mas depois da compra da Pixar, ficaram interessados em fazer novos filmes em 2D.
O filme já começou polêmico, pois o nome da personagem principal seria Maddy e não Tiana. Mas o povo achou que soava muito como “Mammy”, que era o modo como as escravas eram tratadas ou “Addy”, que supostamente era um nome escravo também. Acho pura palhaçada, digo logo. Ela também no começo o filme trabalha para Charlotte, uma rica, branca e mimada debutante do sul, o que alguns acharam que apresentava resquícios de escravidão. Não bastasse isso, o título original do filme, The Frog Princess (A Princesa Sapo), foi interpretado por alguns como um insulto à França, ou ao mínimo uma alfinetada na realeza francesa.

Enfim… Voltando ao filme, eu não gostei. Sou completamente apaixonada por contos de fadas não tomo vergonha na cara nem com 17 anos e sempre alugo filme infantil, falei. Meus preferidos são A Bela e A Fera e A Bela Adormecida.
Vou contar um segredo: eu não suporto Cinderela. Vocês vão me perguntar a razão, não é? Eu acho que o príncipe só se apaixonou por ela porque ela estava arrumadinha e bonitinha. Na verdade, eu tenho certeza. Duvido que se ele a visse primeiro com um esfregão na mão ia se apaixonar. Ele só se apaixonou por que achou que ela era uma princesa – ou bem pertinho disso.
Eu gosto de A Bela e A Fera porque com o tempo a Bela acaba se apaixonando pelo que vê no coração da Fera, e A Bela Adormecida porque o príncipe transpôs barreiras para salvar a princesa.
Mas pensando bem, eu acho que sou romântica demais, por isso sonho com um amor bonito como A Bela e A Fera ou A Bela Adormecida, um amor pelo que a pessoa é, não pelo que aparenta. Mas talvez Cinderela esteja mais próximo da nossa realidade, não é? Afinal, muita gente só passa a gostar de alguém quando ela veste uma máscara que não se assemelha do que é de verdade.

Então, quando eu vi sobre A Princesa e O Sapo achei que se enquadraria na categoria contos-de-fadas-que-eu-amo-de-paixão-por-serem-sobre-amar-o-que-somos-por-dentro. Bem, pode até ser, mas acho que tem algumas coisas completamente desnecessárias.
Sinceramente, eu não gostei do fato do vilão fazer vudu. Tem muito da cultura de Nova Orleans, onde se passa a história, mas eu achei algo meio pesado por ser uma história infantil. Quer dizer, uma coisa são malvadas que só deixam caracterizados o que acontece na vida real, mas outra coisa é um vilão que faz uns pactos sinistros, e você vê as sombras arrastando ele e a alma. Eu achei meio pesado para crianças, como já disse. Pode ser meio nada a ver, mas sei lá. Não gostei.
Eu ri demais com a Charlotte, achei ela super divertida. A Tiana é bem determinada também, disso eu gostei. Com alguns prós e contras, eu achei diferente a maldição ser ao contrário, mas uma coisa é certa: não se fazem contos de fadas como antigamente.

Algumas aleatoriedades:

  • Quem ainda não me segue no twitter, é só dar follow em @iris_figueiredo. Todas as atualizações do blog são postadas lá, fora algumas novidades que não chegam aqui. Além das minhas tagarelices pessoais. Eu vou adorar que vocês me sigam.
  • Você quer um novo sorteio no blog? Em parceria com a Loja Do Altivo,
    em breve o 365 sorteará mais um livro. Mas eu quero saber qual vocês querem ganhar. Por isso, vocês tem até depois de amanhã para votar e escolher o livro que querem no sorteio.Link

Resultado da Promoção Estrela Píer

Primeiro, queria agradecer aos que se inscreveram. Foram um total de 230 números para o sorteio, na lata. Eu não imaginava que fosse fazer tanto sucesso, HIHI
Então, sem mais “delongas”, vamos ao resultado:

E a vencedora, como vocês podem conferir pela lista que está AQUI é:

PARABÉNS MARIANA LUISA CINTRA!

Eu conferi todos os dados, e está tudo certinho. Parabéns para a Mariana, que tem até o dia 12/04 para responder meu e-mail com o endereço para envio, conforme as regras da promoção que foram postadas AQUI.
O mais engraçado é que a Mariana concorreu com apenas um número! Isso é que é sorte, pena que eu não tenho a mesma sorte.
Aproveite muito o livro, você vai amar.

E não desanimem, caso a Mariana não responda o sorteio será realizado novamente. E para quem quer concorrer a mais livros, participem da promoção de Todas as Estrelas do Céu do Enderson Rafael e em breve teremos mais promoções para vocês.

Mais tarde eu trago uma resenha para vocês.

Meu nome é Iris Figueiredo, tenho 21 anos e me formei em Comunicação Social pela UFRJ. Sou autora dos livros Confissões On-Line e Dividindo Mel. Além dos livros, também sou apaixonada por músicas, filmes e viagens. Esse é um espaço criado para compartilhar um pouco sobre tudo isso. Saiba mais.


Categorias populares
Confissões on-line

"Confissões on-line" é meu segundo livro e foi lançado em novembro de 2013. Saiba mais

Adicione no Skoob e Goodreads.

Dividindo Mel

"Dividindo Mel" é meu primeiro livro e foi lançado em dezembro de 2011. Saiba mais
Adicione no Skoob e Goodreads.