Monthly Archives: February 2010

Leituras do Mês – Fevereiro

Alguns meses são aqueles que eu gosto de menos. Fevereiro é um desses tais meses. Não gosto de fevereiro porque passa rápido demais, é um mês praticamente perdido, pois quase sempre é cortado pelo carnaval. E além de tudo, eu tenho que voltar as aulas!
E algo que não me agrada em fevereiro que é sempre o mês que eu leio menos. E agora que o laptop quebrou (obrigado, pai. Foi tentar inventar ideia agora ele não liga mais) meu ritmo diminuiu ainda mais. Mas mês que vem eu volto com a pilha toda – e as leituras todas também.
Enfim, eu fico super mal quando meu ritmo de leitura decai. Mas em um sentido geral, até que não foi tão ruim assim.

  1. Sorte ou Azar – Meg Cabot
  2. Airhead – Meg Cabot
  3. Mensagem para Meus Netos – Peter Vance
  4. Exclusivo – Kate Brian
  5. David Copperfield – Charles Dickens

O melhor livro do mês foi Airhead e Mensagem para Meus Netos. Não gostei nem desgostei de Sorte ou Azar. Agora, não gostei de Exclusivo. Acho que foi o pior do mês.

Relido:

  1. Wake – Lisa McMann: Não tinha livro novo e acabei pegando Wake na estante para reler.

Não-terminadas:

Esse mês foi vergonhoso! Peguei três livros para ler e não consegui terminar. Mas culpo totalmente meu notebook.

  1. Irmandade das Calças Viajantes – Ann Brashares
  2. Shopaholic Takes Manhattan – Sophie Kinsella
  3. Belezas Perigosas – Libba Bray

Em andamento:

  1. Crime e Castigo – Vol. 1 – Fiódor Dostoiévski

Enfim, eu tenho certeza que li mais um, mas eu não anotei, então esqueci qual foi.

Agora, por último, mas não menos importante, o resultado da enquete do autor do mês. Eu vou ser sincera e dizer que eu estava torcendo para o Rick ganhar da Richelle. Não por não gostar da Richelle – pelo contrário. Mas é que como em maio lança Spirit Bound (alguém me abana, se eu chorei com o capítulo 1 imagina com o livro todo?) eu tenho um plano completo para ela em maio. Então, não deixem de ficar ligadas.
E em maio o Rick também lança As Crônicas de Kane. Eu já estou juntando dinheiro, vai ser meu mês de falência.
Então, com 33 votos, o autor de março será Rick Riordan. E obrigado aos 111 votos na enquete.


E para quem visita, comentem. Porque em breve teremos uma surpresa no blog e quem já comenta vai ganhar bônus nessa surpresa. Fiquem de olho também. Beijos.

Um Amor de Detetive – Sarah Mason

Um Amor de Detetive
Autor: Sarah Mason (para saber mais sobre a autora, clique aqui).
Editora: Bertrand
Páginas: 336
Nota: 8.5

Outros livros da Autora: A Vida é Uma Festa, Alta Sociedade e Sea Fever (título não publicado no país).


Sinopse: Neste divertido romance de estréia de Sarah Mason, Um amor de detetive, os opostos se encontram e – como não poderia deixar de ser -, também se atraem. A bela Holly Colshannon é uma ambiciosa e desastrada jornalista da Bristol Gazette. James Sabine (apenas um pouco mais bonito que ela), é um sargento-detetive durão, grosseiro e ressentido. Levados pelo acaso , eles se encontram diversas vezes por conta de uma série de conicidências bastante oportunas. Rapidamente, a determinada Holly vê em James a grande chance de progredir em sua carreira e decide segui-lo por um período de seis semanas a fim de escrever uma coluna criminal, que poderá vir a ser o seu primeiro sucesso jornalístico. O lado positivo da situação é que ela consegue obter a tão sonhada coluna O lado negativo é que o bonitão não está nem um pouco feliz com a presença constante de Holly em sua vida.

Sabe aqueles livros que a gente começa a ler sem expectativas, mas então, depois que a gente termina, deve morder a língua? Um Amor de Detetive, de Sarah Mason, é assim. É um livro divertido e fofo ao mesmo tempo.
Holly trabalha como jornalista no Bristol Gazette, onde ela só escreve sobre funeral de animais – tudo muito produtivo e de grande interesse, como se percebe. É aí que o jornalista policial do jornal vai trabalhar em outra publicação e surge para a Holly a oportunidade de ocupar seu cargo. A única coisa que Holly deve fazer é ir até a delegacia diariamente e retirar de lá os resumos das ações policiais e publicar no jornal.
Mas então, a relações públicas da polícia sugere que Holly siga durante um mês o sargento detetive Sabine, que está de casamento marcado e cuidando de uma série de roubos a antiquários.
Holly enxerga então a oportunidade de fazer sua carreira decolar. Mas quando ela conhece o sargento-detetive, ela percebe que já tinha cruzado com ele antes… E vamos dizer que os santos não batem! E a partir daí o livro se desenrola de forma divertida e com várias tramas rodando em torno de uma mesma história.
O interessante dos livros da Sarah Mason é que não é apenas a história de Holly e James que são contadas. Nós conhecemos outros personagens lindos e divertidos, e uns que são de dar raiva. Destaque para Teresa Falsa-Santa, que é extremamente insuportável, e eu consegui descobrir o que ela estava fazendo bem antes da Holly descobrir. A Lizzie, melhor amiga de Holly, é totalmente divertida, e Vince, o fotográfo gay, nos faz soltar uma risada atrás da outra.
Para quem adora um bom chick-lit cheio de personagens fofos, com um romance divertido e com final feliz, eu super recomendo Um Amor de Detetive.

Onde Comprar?
Livraria Cultura: R$ 39,00
Livraria Saraiva: R$ 39,00
Estante Virtual: A partir de R$ 13,00
Fnac: R$ 33,15

Mensagens para Meus Netos – Peter Vance

Primeiro eu queria agradecer MUITO pelos 100 seguidores (que já viraram 101 :O) e dizer que em comemoração em breve teremos uma surpresinha para quem visita, portanto, fiquem de olho no blog para saber mais novidades e continuem seguindo.
Minhas aulas começaram ontem, e agora eu oficialmente sou uma estudante de jornalismo – que já tem leituras acumuladas e já está pensando o que será das avaliações, já que os professores adoram jogar um terror.

O livro de hoje é um daqueles pequnos, simples e indispensáveis, com uma mensagem linda e que você lê em uma hora e não custa quase nada do seu bolso. Mensagens para meus netos é a maioria das coisas que um dia você gostaria de dizer para seus netos ou ouvir de seus avós.

Quando tinha apenas 14 anos de idade, Peter Vance resolveu pedir a várias pessoas ao redor do mundo que respondessem à seguinte pergunta: que conselho você gostaria de dar a seus netos?
Sua ideia era reunir todos os conselhos em um livro e, com isso, arrecadar dinheiro para custear o tratamento de sua avó, que sofria de mal de Alzheimer, e contribuir para pesquisas sobre a doença.
Como resultado dessa bela iniciativa surgiu Mensagens para meus netos, um livro singelo e delicado que traz importantes lições de vida oferecidas por personalidades como o Dalai-Lama, João Paulo II, Nick Hornby, Patch Adams e muitos outros.

Comprei o livro pensando em ler para minha mãe (que é deficiente visual) e adora livros de mensagens. Por isso eu sempre dou uma passadinha naquela estante giratória de pocket books da Sextante procurando um para ela.
As mensagens foram reunidas por Peter Vance, que ainda adolescente escreveu cartas para várias personalidades do mundo inteiro, pedindo conselhos que elas dariam aos seus netos – os conselhos que sua avó, que tinha Alzheimer, não poderia lhe dar.
O livro já começa com um conselho de J.K. Rowling, minha escritora favorita e que mais me inspira.
O legal do livro é ver quantas pessoas dão conselhos parecidos, ou até mesmo iguais.
Há muitos conselhos bonitos, dados por pessoas que todos nós conhecemos. Outros engraçados. Mas muitos que eu levaria para minha vida, e contaria para meus filhos e netos um dia. São 94 páginas minúsculas, algumas com apenas duas frases, mas muito significativas.
As mensagens principais que ficam são as básicas, mas que a gente sempre esquece nos momentos difíceis: nunca desistir e confiar em si mesmo.

Uma das citações que eu mais gostei no livro eu deixo para terminar:

Viver é um desafio, pois cada dia nos oferece razões para desistir ou parar de tentar. No entanto, é fundamental lembrar que é muito fácil arranjar uma desculpa para não fazer alguma coisa. Eu descobri que a lição mais importante é parar de dizer “eu gostaria de” e começar a dizer “eu vou”. Sempre que estou perseguindo um sonho, descubro uma coisa espantosa: descubro a mim mesmo. Meu segredo é achar que nada é impossível e ver as possibilidades como probabilidades. Há duas maneiras de viver a vida: perseguindo seus sonhos ou fazendo alguma outra coisa. Eu escolhi a primeira opção. Lembre-se de que a paixão é tudo. Pegue sua paixão, acrescente a ela seus talentos e você vai se tornar explosivo, um sucesso. Uma inspiração. – David Copperfield, mágico e ilusionista.

Portanto meninas e meninos, persigam os seus sonhos. Eu já comecei a perseguir o meu, e vocês?
Espero que gostem da dica, até a próxima.

PS: Não se esqueçam de votar para a enquete de autor do mês, que encerra no dia 28. Dia 01 já vai ter a postagem. Rick Riordan e Richelle Mead lideram a votação. Sobre quem você quer conhecer um pouco mais?

Sociedade Secreta – Rosa & Túmulo

Sociedade Secreta Vol. 1Rosa e Túmulo
Autor: Diana Peterfreund
Páginas: 384
Editora: Galera Record
Nota: 8,5
Outros livros da Autora: Série Sociedade Secreta, Rampant, The World of The Golden Compass: The Otherworldly Ride Continues, Through The Wardrobe: Your Favorite Authors on C.S. Lewis’s The Chronicles of Narnia, Everything I Needed To Know About Being A Girl I Learned From Judy Blume
Lançados no Brasil: Rosa & Túmulo & Sob A Rosa. O terceiro volume chega às livrarias brasileiras esse ano.
Sinopse: Amy Haskel é subeditora do jornal da faculdade e acredita que logo será convocada para a sociedade secreta Pena & Tinta. Mas tudo muda quando ela se torna uma das primeiras garotas convidadas a integrar a Rosa & Túmulo, a sociedade secreta mais poderosa – e infame – do país. Amy vê sua vida virar do avesso depois que se transforma em uma Coveira (como são chamados os integrantes da Rosa & Túmulo) – não consegue estudar, se afasta dos amigos e está prestes a perder seu quase-namorado. E é só o começo. Em nome da sociedade, Amy deverá assumir a liderança de uma grande conspiração que envolve dinheiro e poder, e que tem (grandes) chances de destruir sua vida.

Durante muito tempo eu li chick-lits sobre High School ou sobre mulheres que já estão no trabalho. Acho que um dos únicos que li que o plano de fundo é a vida universitária foi Sociedade Secreta.
As sociedades da Eli não são como irmandades Kapa Teta ou Pi Beta Gama, ou algo do gênero. A maioria é centenária, e estando na sociedade certa você já está encaminhada para o mercado de trabalho. E tudo que Amy quer é apenas entrar para a Pena & Tinta, a sociedade literária do campus e poder garantir seu futuro literário.
Só que Amy é convocada para outra sociade: a Rosa & Túmulo. A Rosa & Túmulo é a sociedade mais famosa e influente do campus, que até o ano anterior não aceitava mulheres. E a partir disso, a vida de Amy vira de cabeça para baixo.

O livro é divertido e tem até uma ponta feminista. Em alguns pontos a Amy é um pouco irritante. Um ponto que eu achei muito legal é que ela conseguiu rever seus conceitos sobre outras pessoas, que ela tinha opinião formada de forma precipitada e acaba se tornando amiga.
Acho que o primeiro volume pode ser classificado como uma pequena critica aos padrões antigos, as fachadas e tradicionalidades. Me lembra um termo: “sepulcro caiado”, que vem a calhar com o título da sociedade. Por fora, a sociedade se mostra impecável, mas quando abrimos a porta percebemos os podres dela, e como está caquética.
Para quem quer um pouco de diversão, eu indico.

Onde comprar:
Saraiva - R$ 47,90

Quem somos

Iris e Olívia são profissionais da área de Comunicação e melhores amigas. Apaixonadas por cultura pop, resolveram se unir para reformular o Literalmente Falando.

 

Converse com elas no @irismfigueiredo e @oliviapilar.

Vídeos
 
Assine

  Digite seu e-mail no campo abaixo para receber um aviso sempre que houver um novo post no blog!  

  Por FeedBurner

Arquivo
February 2010
S M T W T F S
« Jan   Mar »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  
Publicidade